Tv News

Governo lan√ßa painel com dados sobre viola√ß√Ķes dos direitos humanos

Com a nova ferramenta haver√° a atualiza√ß√£o cont√≠nua das informa√ß√Ķes

Por Diário dos Municípios em 14/12/2020 às 14:56:10

O governo lan√ßou hoje (14) um painel interativo com dados sobre denúncias recebidas pelo Disque 100 e pelo Ligue 180, referentes a viola√ß√Ķes dos direitos humanos e à viol√™ncia contra mulher.

Segundo a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, com a nova ferramenta haver√° a atualiza√ß√£o contínua das informa√ß√Ķes, que substituir√° a divulga√ß√£o de relatórios periódicos. "Precisamos de dados em tempo real para nortear as políticas públicas", disse.

Os primeiros dados disponibilizados s√£o referentes ao primeiro semestre de 2020. Segundo o ouvidor Nacional de Direitos Humanos, Fernando Ferreira, até fevereiro do ano que vem o painel dever√° estar com todos os dados atualizados até sete dias antes da data de acesso à ferramenta.

Os dados anteriores a 2020 n√£o dever√£o ser disponibilizados, pois uma mudan√ßa de metodologia promovida pela Ouvidoria Nacional no fim do ano passado n√£o permite a compara√ß√£o com números mais antigos, disse Ferreira. "A gente só vai comparar os dados daqui para frente", disse.

Entre as mudanças promovidas, está a unificação do canal de atendimento do Disque 100 e do Ligue 180, com a criação de novos protocolos e novos formulários de atendimento.

Outra modifica√ß√£o diz respeito ao protocolo de cada liga√ß√£o recebida, que agora pode comportar mais de uma denúncia, envolvendo viola√ß√Ķes diferentes. Antes, cada liga√ß√£o era contabilizada como uma única denúncia.

Desde a ado√ß√£o da nova metodologia, a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos tem registrado aumento significativo nas denúncias. Até setembro de 2020, por exemplo, foram contabilizados 237.992 registros, um aumento de 32,9% em rela√ß√£o ao mesmo período do ano passado, quando os canais de atendimento registraram 179.051 casos.

Pelo novo painel, ser√° possível analisar os dados das denúncias a partir de uma série de filtros, como perfil da vítima ou natureza da viola√ß√£o, por exemplo. A ouvidoria lan√ßou também nesta segunda-feira (14) um novo Manual de Taxonomia de Direitos Humanos, em que detalha os critérios empregados pelo órg√£o para a classifica√ß√£o de denúncias.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro

Coment√°rios

Anuncie Aqui